Exploração sexual nas BRs: pontos vulneráveis no Piauí diminuem 61%

Divulgação  Imagem ilustrativa

O Ceará tem o maior número de pontos críticos de exploração sexual de crianças e adolescentes em rodovias federais.

São considerados pontos de vulnerabilidade para exploração sexual de crianças e adolescentes todos os locais que apresentem algum risco aos jovens que vivem ou passam pela região. De 2005 até hoje, a PRF retirou de locais de risco em rodovias e estradas federais um total de 4.766 crianças e adolescentes vulneráveis. Depois do Ceará, os estados com maior número de pontos críticos são Goiás (55), Pará (52), Minas Gerais (48) e Paraná (29). Na sequência, vêm as regiões Nordeste (de 475 para 644) e Sul (de 448 para 575), com altas de 35% e 28%, respectivamente. Por fim, no novo levantamento o número de pontos críticos identificados foi de 489. Já a exploração sexual ocorre quando as vítimas são usadas, convencidas e coagidas a oferecer sexo em troca de dinheiro, favores ou presentes.

No biênio 2013/2014 foram identificados 110 pontos de BRs no Piauí, enquanto na nova pesquisa, para o biênio 2017/2018, foram apontados 43 pontos vulneráveis - o que corresponde a uma redução de 61%. MULTIFATORIAL O Mapear afirma que a exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias é um fenômeno multifatorial e está relacionada ao consumo de drogas lícitas e ilícitas, à prostituição de adultos e à grande rotatividade nos pontos de parada. As ações de prevenção e repressão adotadas pela PRF contribuíram para a queda, mas observou-se também uma migração dos pontos, fora da área de atuação dos policiais rodoviários federais e das ações coercitivas.

Verificando especificamente a exploração sexual de crianças e adolescentes, mais uma vez dos 10 estados com mais pontos críticos, 80% aparecem entre os 10 com maior número de denúncias de exploração sexual de crianças e adolescentes. Os principais locais em que essa exploração ocorre são postos de combustível, bares, casas de shows e também em pontos de alimentação, hospedagens e comércios. As ações são planejadas e executadas de acordo com o grau de vulnerabilidade, que acaba determinando a forma e a urgência das respostas. A parceria com a Childhood Brasil no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias federais começou em 2009, por meio do Programa Na Mão Certa. Criada em 1999 pela rainha Sílvia, da Suécia, a Childhood contribui com a PRF na articulação com a sociedade civil organizada, com a capacitação do efetivo policial e ainda disponibiliza cartilhas e material didático para divulgação do enfrentamento à ESCA. A iniciativa também é proposta pelo Ministério dos Direitos Humanos, como explicou a secretária Nacional Dos Direitos Da Criança e do Adolescente, Berenice Maria Giannella. Vale ressaltar que violência sexual contra crianças e adolescentes abrange abuso sexual, estupro, exploração sexual, exploração sexual no turismo, grooming, pornografia infantil, sexting, entre outros. Qualquer situação desse tipo em rodovias do país deve ser informada à PRF, pelo número 191, ou pelo telefone dos direitos humanos, o disque 100.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Director do MI5 alerta para ataques devastadores do Daesh na Europa
Durante uma reunião de directores de segurança em Berlim, Parker lançou ainda duras críticas à Rússia pelo envenenamento do antigo espião russo Sergei Skripal e da sua filha em Março, em território britânico.

STF pode dar hoje desfecho a uma 1ª ação da Lava Jato
Participam do julgamento os ministros Edson Fachin (relator), Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. A denúncia foi oferecida em outubro de 2015 pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Ex-senador Clésio Andrade é condenado no mensalão tucano em MG
Afirmou também que a condenação é "injusta, absurda e contraditória" e que vai recorrer para provar sua inocência. Na sentença, a magistrada fixou o regime inicial como semiaberto.

Os 35 jogadores pré-convocados para o Mundial — Seleção
Relativamente ao eixo, e para além dos três campeões europeus - Pepe, Bruno Alves e José Fonte -, a lista contempla Luís Neto, Rolando e Rúben Dias.

Outras notícias