O SUS da Segurança Pública

Pedro Eurico quer que União seja mais clara sobre quanto vai investir  JC Imagem

O Senado aprovou nesta 4ª feira (16.mai.2018) a criação do Susp (Sistema Único de Segurança). Se for aprovada, a matéria seguirá para sanção presidencial.

Se houver acordo entre líderes, o relatório do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) pode ser levado ainda hoje a plenário.

Defensores do projeto afirmam que o Susp integra os órgãos de segurança, facilitando sua atuação conjunta.

Eunício Oliveira e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ajudaram a elaborar o texto em reuniões reservadas com técnicos e os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes no início do ano. Algumas reuniões não apareceram nas agendas oficiais das autoridades. Segundo o Anuário Brasileiro da Segurança Pública, o país registrou o assassinato de 61 mil pessoas, sendo a maioria das vítimas homens, negros e jovens entre 15 e 29 anos.

O Susp prevê que instituições de segurança federais, distritais, estaduais e municipais atuem e compartilhem informações de forma integrada.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Governo Temer abraça pauta LGBT e obriga estados aderirem ao programa
A abertura está marcada para esta terça-feira (15) quando serão relatadas as ações desenvolvidas. Uma das demandas apresentadas pelos estados é a destinação de recursos para execução das ações.

Nokia X6 é lançado oficialmente; confira as especificações e preços
O display é o primeiro da HMD a vir com o entalhe e conta com 5,8 polegadas na proporção 19:9 e resolução FHD+ de 2280 x 1080. O aparelho foi lançado hoje na China, confirmando muitas das características que já vimos em vazamentos anteriores.

PGR é contra redução automática de foro para governadores
O estudo daria conta que, atualmente, há 200 processos penais relativos a autoridades com prerrogativa de foro correndo no STJ . Assim como Maria Thereza e Noronha, o ministro discorda que o STJ não pode fazer a discussão sobre o foro.

Temer diz que o Brasil encontrou o rumo certo
A ideia era dizer que em apenas dois anos o país voltara aos trilhos e à retomada do crescimento da economia e da ordem política. Em via de regra, é do Exército a responsabilidade pela segurança presidencial nesses casos. - Nós salvamos a Petrobras.

Outras notícias