Papa Francisco preocupado com espiral de violência na Terra Santa

O papa Francisco se dispõe a tomar medidas severas

Numa carta dirigida aos bispos e divulgada ontem, o Papa descreveu estes acontecimentos como sendo "eventos dolorosos relativamente aos abusos - de menores, de poder e de consciência" e agradeceu a disponibilidade dos bispos em encontrar-se com ele.

Desse relatório constarão também provas de que bispos ou altas figuras eclesiásticas do Chile conferiram cargos de responsabilidade em seminários ou em noviciados a "padres suspeitos de homossexualidade ativa" e que religiosos expulsos da sua Ordem por "comportamentos imorais" foram acolhidos por outras dioceses que lhes atribuíram cargos que implicavam "um contacto diário e direto com menores de idade".

Num comunicado, o Vaticano afirmou que o papa Francisco considerava "necessário examinar com atenção as causas e consequências, assim como os mecanismos que levaram a dissimulações e a omissões graves".

No final de três reuniões com o papa Francisco, os bispos anunciaram que assinaram um documento oferecendo a sua renúncia, colocando assim o seu destino nas mãos do papa.

Os bispos chilenos se reuniram em quatro ocasiões com o pontífice argentino.

Entre os 34 bispos presentes - 31 dos quais em suas funções-, figuravam vários dos acusados de terem encoberto durante décadas os abusos cometidos por Karadima.

O padre chileno Fernando Karadima, de 87 anos, condenado por casos de pedofilia e abuso de poder, foi internado com urgência na última segunda-feira (14) por causa de um sangramento no nariz.

Ainda em janeiro, enviou um alto funcionário do Vaticano ao Chile para investigar as acusações que recaíam sobre Juan Barros. Mas ao retornar ao Vaticano, deu-se conta de seu equívoco, pediu desculpas às vítimas de abuso e ordenou uma investigação sobre o fato de ter sido mal informado sobre o caso.

Em conferência de imprensa sem direito a perguntas, o secretário-geral da Conferência Episcopal do Chile, Dom Fernando Ramos Pérez e o bispo de San Bernardo, Juan Ignacio González Errázuriz, leram um comunicado com o anúncio.

Cidade do Vaticano, 17 mai 2018 (Ecclesia) - O Papa Francisco condenou hoje a intriga que é usada para dividir na Igreja, "uma atitude assassina", bem como a "instrumentalização do povo". João Paulo II fez isso em 2002 com a Igreja dos Estados Unidos.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Golpe de Michel Temer se supera com 27,7 milhões de brasileiros desempregados
No 1º trimestre, a população de desalentados no país atingiu a marca de 4,6 milhões, 1 recorde histórico do levantamento. No entanto, parte dessa queda é explicada pelo avanço da força de trabalho subutilizada no Brasil, explica Azeredo.

Microsoft vai lançar controle de Xbox para pessoas com deficiência física
A Microsoft prometeu aprimorar os sistemas em breve para continuar o projeto de inclusão a todos os gamers fãs de Xbox . O Adaptive Controller não só proporciona a experiência dos jogos digitais, como também estimula movimentos.

MPF aponta envolvimento de dois baianos com o Estado Islâmico
A maioria deles não se conhecia pessoalmente e alguns acusados negam envolvimento com o Estado Islâmico ou atividades criminosas. O título dessa comunidade virtual, que tinha 43 integrantes, era "Estado do Califado no Brasil ".

Filtros de óleo Mahle
Os filtros de óleo da Mahle são capazes de manter a quantidade do óleo a todos os momentos. Estes cartuchos são feitos de papel para assegurar que são amigos do ambiente.

Outras notícias