PF diz que caixa 2 financiou reforma do sítio de Atibaia

MPF afirma que reforma no sítio atribuído ao Lula é pagamento de propina

O magistrado queria saber, entre outras questões, se havia no sistema de contabilidade da Odebrecht "documentos ou lançamentos que possam estar relacionados com o objeto da presente ação penal, reforma do Sítio em Atibaia pelo Grupo Odebrecht em benefício do acusado Luiz Inácio Lula da Silva". Segundo os procuradores, o ex-presidente recebeu propina de R$ 1,02 milhão de Odebrecht, OAS e Schahin por meio de obras feitas no imóvel. As obras aconteceram entre o final de 2010 e o início de 2011.

Para os peritos, os valores são oriundos de dinheiro de obras da Petrobras.

Segundo delatores da Odebrecht, os cerca de 700.000 reais gastos pela empreiteira nas obras no sítio de Atibaia vieram do Setor de Operações Estruturadas, como era chamada a central de distribuição de propinas da empreiteira. "A utilização de um caixa único explica as razões de não ser possível, em regra, vincular determinado pagamento ilícito à origem primária do recurso (obra executada pela Odebrecht)", diz o laudo.

"Não foram encontradas, no contexto da ação penal, até a data de emissão deste laudo, nas pesquisas efetuadas no material examinado (sistema Drousys e sistema MyWebDay) documentos os lançamentos que façam referências a termos tais como Atibaia, Sítio ou Santa Bárbara".

Para os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski, o conteúdo dos depoimentos dos delatores não tem relação com a corrupção na estatal petrolífera e, portanto, deveriam ser remetidos à Justiça Federal de São Paulo.

De acordo com a força-tarefa da Operação Lava-Jato, o sítio pertence ao ex-presidente Lula e as reformas foram custeadas como forma de repasse dissimulado de propina.

De acordo com informações da UOL, um laudo produzido pela Polícia Federal (PF) nesta quarta-feira (16/5) mostra que o dinheiro destinado para custeio das obras no Sítio de Atibaia, atribuído ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, saiu do caixa 2 da empreiteira Odebrecht e que foi abastecido com dinheiro do projeto da Aquapolo (maior projeto de reuso de água do hemisfério sul), de obras da Petrobras, de outros órgãos públicos do Brasil e contratos no exterior.

Por outro lado, o mesmo laudo pericial, com o claro objetivo de ofuscar recente decisão proferida pelo Supremo Tribunal Federal que afastou qualquer vínculo entre elementos anexados a essa ação penal e a competência da Justiça Federal de Curitiba (Pet. 6780/STF), fez descabidas referências a recursos provenientes de contratos da Petrobras.

A acusação se reportou a 7 contratos específicos da Petrobras, nenhum deles analisado pelo laudo pericial.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Mãe lamenta morte da filha durante roubo de celular: 'Parece mentira'
A mãe da estudante também fez um desabafo em uma rede social falando sobre o impacto da notícia da morte da filha. Após pegarem o aparelho, um iPhone, os criminosos ficaram irritados por não conseguirem desbloquear a tela.

Especialistas consideram resolvido o mistério do avião desaparecido da Malaysia Airlines
Em duas ocasiões, quem estava no comando do avião -e provavelmente era a única pessoa acordada- inclinou a aeronave à esquerda. O segredo do que aconteceu nos momentos finais do voo e a motivação provavelmente morreu com os passageiros e o piloto.

Spike Lee regressa a Cannes com "BlacKkKlansman"
O mesmo Spike Lee se entregou a um discurso contundente contra o presidente Trump nesta terça-feira (15) diante dos repórteres. Em 2011, nesse mesmo festival, ele afirmou que podia compreender Hitler, o que o levou a ser expulso da mostra de cinema.

Filtros de óleo Mahle
Os filtros de óleo da Mahle são capazes de manter a quantidade do óleo a todos os momentos. Estes cartuchos são feitos de papel para assegurar que são amigos do ambiente.

Outras notícias