Traficante preso no nortão pode estar envolvido com políticos

Divulgação  Polícia FederalPF apreendeu dinheiro durante busca realizada em Recife pela Operação Efeito Domin

Os agentes da Polícia Federal estão nas ruas para cumprir 18 mandados de busca e 8 de prisão. A Polícia Federal vai investigar com documentos e computadores apreendidos nos imóveis se parte do dinheiro arrecadado no Estado foi usado para financiar campanhas políticas e realizar a troca de dólares por reais, conforme mostrou interligação desta operação com a Lava-Jato.

Os dois presos até o momento emprestavam seus nomes para que 'Cabeça branca' comprasse propriedades entre elas: fazendas de gado e soja, segundo informações. A Operação Efeito Dominó é um desdobramento da Operação Spectrum. O plano era baseado na existência de uma suposta mina de ouro que foi explorada há muito tempo e cujos valores oriundos das comissões para a revenda estariam sendo repatriados e cedidos, vendidos ou até mesmo doados a terceiros, mediante pagamentos.

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (15) a Operação 'Efeito Dominó', que atua no combate à lavagem de dinheiro emergente do tráfico internacional de drogas.

Um dos presos foi Carlos Alexandre de Souza Rocha, conhecido como Ceará, delator da Lava Jato. Além disso, busca desarticular organizações criminosas e associação para o tráfico. O filho, com mandado de prisão preventiva, foi detido em um condomínio de luxo na Vila Nasser, em Campo Grande.

De acordo com a Polícia Federal, a operação de hoje é a terceira investida contra o mega esquema montado por Cabeça Branca, considerado um empresário do tráfico, que ao contrários da maioria dos criminosos desse meio não tem histórico de ser violento e mantém boa relação com as principais facções do país. Em Amambaí; um mandado de busca e apreensão. Ele seria o responsável por enviar cerca de 5 toneladas mensais de cocaína com alto grau de pureza para Europa, Estados Unidos e África.

Segundo ele, a investigação revelou que o doleiro Alberto Youssef procurou os serviços de "Ceará" porque ele tinha uma grande disponibilidade de recursos em espécie, oriundos do tráfico de drogas.

A referência também se baseia na identificação dos procedimentos sobrepostos de lavagem de dinheiro identificados, sempre com o objetivo de ocultar a origem e o real beneficiário dos recursos provenientes do tráfico internacional de drogas.

Nas investigações, a polícia verificou a atuação de dois doleiros já conhecidos em operações anteriores, como a Farol da Colina (caso Banestado) e a Lava Jato. Em 2015, o doleiro firmou um acordo de colaboração premiada com a Procuradoria Geral da República (PGR), que foi homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O outro empresário recifense, alvo da operação, foi o doleiro Edmundo Gurgel Junior, que preso em João Pessoa, Paraíba, enquanto viajava a negócios naquela cidade.

Relacionado:

Comentários

Últimas notícias

Governo de MT irá recorrer para garantir pagamento do RGA
Em 2015, o reajuste aos servidores por perdas inflacionárias foi de 6,23% e, em 2016, chegou a 11,28%. O reajuste é calculado com base na inflação anual.

Sargento da PM é morto a tiros
Os bandidos atiraram após reconhecer a vítima como policial, e fugiram sem levar nenhum pertence, incluindo o veículo. Ele tinha saído de casa com sua moto, quando foi abordado por dois assaltantes que também estavam em uma moto.

Seis líderes europeus declaram: eleição sem Lula é fraude
O ministro afirma que eles "arrogam-se o direito de dar lições sobre o funcionamento do sistema judiciário brasileiro". Ao sugerir que seja feita exceção ao ex-presidente Lula , esses senhores pregam a violação do estado de direito.

Deborah Secco comenta a repercussão 'negativa' de sua personagem em 'Segundo sol'
Beto era um cantor de axé famosíssimo, mas seu sucesso foi diminuindo até ele cair no esquecimento. Vai se apaixonar pelo forasteiro Miguel sem saber que ele é o famoso Beto Falcão (Emílio Dantas ).

Outras notícias